Proinvest na Mídia

Revista Circuito – Hélio Alterman fala sobre o crescimento da Granja Viana.

Postado em 25 de julho de 2007 às 08:00

Região – Um pouco de Granja Viana

Outro dia, almoçando com minha amiga Gabi, no “Gauchitos”, conversando sobre o crescimento da região, me dei conta que, em 01/07/2007, completarei “30 anos” trabalhando na Granja Viana (“uma vida”). Foi como se tivesse entrado em uma máquina do tempo e voltasse à realidade granjeira de 30 anos atrás. A Granja Viana era outra! Lembrei que graças ao meu primeiro emprego, na “Waldyr Luciano Imóveis” (uma das empresas imobiliárias mais tradicionais da região) como “pesquisador de mercado”, conheci a Granja Viana. Percorria as ruas do bairro (todas sem asfalto, iluminação, redes telefônicas, guias, sarjetas, muros altos, ou até cercas) batendo de porta em porta e fazendo perguntas a respeito do interesse pela região. Todo dia era uma aventura nova, pois sempre me perdia e fazia novas amizades (até com os cães que me assustavam).

Ao falar do crescimento atual da Granja Viana, mencionei a “velocidade” com que as coisas estão acontecendo. Todos os dias novos loteamentos, novos centros comerciais, novas escolas e faculdades (ensino de qualidade aos jovens da região e das regiões circunvizinhas), novos empreendimentos, novos profissionais nas mais variadas áreas, novas padarias (achei ótimo a “Deolla” vir para a região), novos e ótimos restaurantes, e logicamente também “novo trânsito” (mas em qual lugar de São Paulo, vive-se sem trânsito?!?).

Hoje, além dos empreendedores tradicionais da região, grandes empresas descobriram a “Granja Viana”. Empresas importantes como Cyrella, Scopell, Godoy, Olympic, EPC (só para citar algumas) estão fazendo empreendimentos de padrão, que não existiam no bairro. Temos também o Empreendimento Industrial San José, um loteamento com mais de setenta indústrias instaladas, dentre elas a Lustres Yamamura, Comercial Motorola, Romanel, Payot, Herts Medicamentos, HBuster, Rolland Brasil, etc.

E, quando vamos a um dos centros comerciais existentes, ainda encontramos sempre um “granjeiro antigo” (modo carinhoso de se referir aos moradores mais antigos da Granja) que não troca o lugar onde viu crescer os filhos por nenhum outro (mesmo que os filhos residam em São Paulo).

Todos sabemos que se houvesse um planejamento para todo este crescimento, talvez os problemas decorrentes do mesmo fossem menores.

Quantas lembranças, saudades e agradecimento eterno ao Waldyr Luciano, que me trouxe para Granja Viana, pois foi através das amizades conquistadas em sua empresa que nasceu, em 1986, a Proinvest Central de Negócios, minha empresa.

empresa que nasceu, em 1986, a Proinvest Central de Negócios, minha empresa.

Proinvest – os tempos de sua fundação

Raposo Tavares – Km 22,800 – Onde hoje está o Habib’s

Compartilhe essa notícia!

Comente sobre esse assunto!